quinta-feira, 16 de junho de 2011

Usina Hidrelétrica Serra da Mesa

Bolsista: Mônika Cristina

Localizado no Noroeste de Goiás na bacia hidrográfica do Tocantins/Araguaia, o Lago de Serra da Mesa (o lago artificial da Usina de Serra da Mesa) é formado pelos rios Tocantins, Bagagem, Tocantinszinho, Maranhão e afluentes.


Inundado em 1996, numa elevação de 460 m em relação ao nível do mar, o lago é o quinto maior do Brasil em área inundada com 1784 km² e o primeiro em volume de água do Brasil com 54,4 bilhões m³, sua barragem está situada no curso principal do rio Tocantins, no Município de Minaçu (GO), a 1.790 km de sua foz.
Rodeado por inúmeras montanhas e serras com elevações que podem alcançar 1400 metros de altitude, suas águas são claras e alcalinas, formando assim, uma das paisagens mais belas do Brasil. 

Há a presença de muitas espécies de peixes como o tucunaré azul, tucunaré amarelo, bicudas, cachorras, trairões, piranha preta, jacundás, piaus, corvinas e pacus-caranha. Peixes de couro como o barbado, jurupensen, jaú, pintado, abotoado e outros também vivem neste lago.




A preservação da natureza e a defesa de princípios ecológicos, sempre foram preocupações de FURNAS. A Usina de Serra da Mesa, assim como a de Corumbá, é um exemplo claro de preservação do meio ambiente. A Empresa mantém os compromissos com os órgãos ambientais (Fundação Estadual do Meio Ambiente de Goiás - Femago - e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - Ibama), através de 17 programas envolvendo ações nas áreas de conservação da fauna e da flora silvestre, gestão da questão indígena, monitoramento da ictiofauna, entre outras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário