quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Grude da Química


Bolsista: Valdirene Duarte silva
Bolsista: Junielson de Jesus Martins
Olá Galera!
Hoje trago para vocês o jogo Grude da Química, que tem por objetivo auxiliar no aprendizado das moléculas orgânicas, quando as estruturas são montadas é possível colocar até mesmo as ligações química, e assim os alunos são influenciados a discutir entre si, a disposição de cada elemento, transformando o modelo de fixação prazeroso e descontraído.
                                                         Figura 1: Grude da Química
                                                     Fonte: https://quimicaempratica.com
Para montar o jogo é preciso ter uma placa de metal e uma caixa de imãs com átomos de hidrogênio, carbono, nitrogênio, oxigênio e os halogênios e também as ligações químicas, para que sejam montadas as moléculas.
                                         Figura 2: Como Montar as molécula
                                                  Fonte: https://quimicaempratica.com

 Regras
O professor devera dividir os alunos em dois grupos, eles deveram estar ambientados com a química orgânica. Sorteara um composto orgânico para cada grupo, que não deverá saber qual a molécula do outro grupo e montara separadamente.
Não haverá consulta ao material didático, cada equipe pode ter um erro por rodada, se assim ocorrer, terá uma chance para a correção e se tornarem a errar perderá a chance de tentar novamente. Ganha o grupo que acumular mais acertos.
Pontuação

Ø  3 pontos – Acerto na primeira chance da rodada
Ø  1 ponto – Acerto na segunda rodada
Ø  0 pontos – Resposta errada
Dadas as regras agora é só aproveitar pessoal e desfrutar o máximo, esse jogo pode utilizado em outras matérias como isomerias, usando a sua criatividade.

Referências
MERKLE,A.;VICENTE,R.;HARDT,T.quimicaempratica.com/2015/10/06/jogo-grude-da-quimica.

sábado, 2 de dezembro de 2017

Plástico Biodegradável

 
Bolsista: Karla Nara
Olá, caros leitores.
            Segundo Antunes (2013) os plásticos, em sua maioria são produzidos a partir de derivados do petróleo, dispondo assim de características: resistente, maleável e com uma durabilidade extensa. Além disso, apresenta uma alta resistência á degradação quando colocado ao meio ambiente. Consequentemente, permanece muito tempo no ambiente.
De acordo com o Ministério do Meio Ambiente o tempo de degradação, quando disposto ao meio ambiente é de 400 anos para os plásticos oriundos do petróleo. Diante do exposto, pesquisas vêm sendo realizadas com intuito de produzir plásticos que sejam biodegradáveis, ou seja, com o propósito de minimizar a produção e, em consequência, o acúmulo de resíduos de polímeros sintéticos no meio ambiente. (SCHLLEMER, 2013)
No momento atual, relevantes pesquisas apresentam a produção de um plástico biodegradável produzido a partir do amido vegetal, como mostra a Figura-1. Uma vez que, o amido “é um dos materiais que pode participar da elaboração desse material, sendo biodegradável quando lançado no meio ambiente”. (HENRIQUE, 2008, p. 231)

Figura 1- Plástico Biodegradável
Fonte: http://www.sobiologia.com.br/conteudos/jornal/noticia3.3.php

            As principais fontes de amido utilizado na produção desses plásticos são          o milho, mandioca, trigo e entre outros. Mas o que seria o amido? é um polissacarídeo constituído de centenas ou milhares de unidades de glicose. De acordo com Antunes (2013), os polissacarídeos são polímeros que contém uma enorme quantidade de monômeros chegando até mesmo milhares, geralmente é constituído por glicose, em cadeias lineares ou ramificadas dependendo do tipo de polissacarídeo.  Na Tabela-1 a seguir mostra os tipos de polissacáridos e seus monossacarídeos constituintes:
Monossacarídeos
Polissacarídeo
Fonte
β - Glicose
β - Glicose
Celulose
Parece celular dos vegetais
α - Glicose
α - Glicose
Amido
Arroz, milho, trigo, batata.
α - Glicose
α - Glicose
Glicogênio
Células de fígado ou do tecido muscular.
Fonte: ANTUNES, 2013.
No amido as moléculas de monômeros estão unidas por ligações glicosídicas alfa, vista na Figura-2. (ANTUNES, 2013)

Figura 2- Composição do amido
Fonte: http://reocities.com/CapeCanaveral/launchpad/9071/amido1_4.gif

Diariamente, o amido é visto em nosso cotidiano, uma vez que é encontrado em cereais como o milho, trigo e aveia, nos bolos, pães, massas, biscoitos, legumes (batata mandioca, etc). Além disso, é um dos principais ingredientes de muitos produtos, pois é empregado para proporcionar consistência, textura e entre outros.
Verifica que todos os vegetais realizam o processo de fotossíntese. Neste processo visto na reação a seguir, o gás carbônico reage com água, na presença de luz, formando glicose e oxigênio. Parte dessa glicose é convertida em amido e armazenada. (ANTUNES, 2013)

CO2 + H2O      LUZ                C6H12O6+O2

Portanto, a produção de plástico biodegradável a partir do amido vegetal é uma alternativa aos plásticos de origem petrolífera, por apresentar características favoráveis no processo de degradação.

 

Referências:
ANTUNES,M.T. Ser protagonista: Química, 3° ano: ensino médio. 2. ed. São Paulo: Edições SM, 2013.
HENRIQUE, C. M; CEREDA, M. P; SARMENTO, S. B. S. Características físicas de filmes biodegradáveis produzidos a partir de amidos modificados de mandioca. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 28, p. 231-240, mar. 2008.

SCHLLEMER, M, A. Preparação e caracterização de biofilmes à base de manipueira para imobilização de caulinita intercalada com ureia. 2013.103f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia em Processos Químicos e Bioquímicos)- Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Paraná, 2013.

 


 

A Produção de Etanol

 
Bolsista: Tiago Barbosa

   Olá galera!
Hoje vou falar um pouco sobre a produção de um combustível que revolucionou o mercado petrolífero e vem se tornando preferência mundial, o Etanol.
      O Etanol pertence à classe dos álcoois, isto significa que é um composto orgânico que apresenta o grupo funcional hidroxila (-OH) preso a um ou mais carbonos saturados.
     O esforço mundial para a redução de emissão de gases causadores do efeito estufa tem levado a uma busca contínua de ações que viabilizem novas fontes alternativas energéticas. O uso do etanol faz parte deste esforço e o Brasil já utiliza o produto em larga escala.

Figura 1: Fórmula do Etanol
Fonte: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA5n0AH/medida-massa-molecular-vapor


Figura 2: Usina de Etanol em Uruaçu – GO
Fonte: Reprodução – Willians Melo


     A produção de etanol é feita a partir da cana-de-açúcar, utilizado na produção de combustível e também bebidas alcoólicas, e obedece aos seguintes procedimentos:

Análise química
Mesa alimentadora
Moenda
Fermentação
Destilaria
   
     Basicamente, toda a transformação do caldo da cana no Etanol ocorre no momento da fermentação onde é adicionada a Levedura ( microrganismos ) que produzem o C2H6O
(Usina Uruaçu Açúcar e Etanol).

Figura 3: Panorama da Destilaria da Usina de Etanol Uruaçu 

Fonte: Reprodução – Willians Melo
   
 A tecnologia de produção de etanol de cana-de-açúcar no Brasil avançou de modo importante nos últimos trinta anos. Nos próximos dez a vinte anos, o uso mais eficiente da biomassa da cana (e possivelmente de variedades modificadas geneticamente) poderá aumentar significativamente a gama de produtos e seu valor. (ISAIAS C. MACEDO)
 Enfim, basicamente é dessa forma que se obtém o Etanol. Espero que tenham gostado.
Até a próxima!


Referências:


Portal Sebrae. Disponível em: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/o-que-e-etanol,ac3d438af1c92410VgnVCM100000b272010aRCRD. Acesso: 29 dez 2017

Jogos Lúdicos de Química

 
Bolsista: Valdirene Duarte
Olá, galera!
Hoje vamos falar sobre a importância dos jogos para o ensino de química. Os jogos oferecem uma metodologia inovadora e atraente, para ensinar de forma descontraída e interessante o conteúdo. A dinâmica dos jogos e atividades lúdicas na sala de aula, auxilia tanto o professor quanto o aluno, a conquistar seus objetivos, evitando que a aula seja exaustiva e monótona (Soares2004).

Figura1: Jogos
        
Fonte: http://pibidquimicafaec.blogspot.com.br.

As atividades lúdicas, são práticas benéficas para a aplicação de uma educação que visa o desenvolvimento pessoal do aluno e a atuação em cooperação na sociedade. São também instrumentos que motivam, atraem e estimulam o processo de construção do conhecimento, podendo ser definidas, como ação divertida, seja qual for o contexto linguístico, desconsiderando o objeto envolto na ação. Se há regras, essa atividade lúdica pode ser considerada um jogo (Soares2004).
Segundo kishimoto (1994), o jogo, considerado um tipo de atividade lúdica, possui duas funções: a lúdica e a educativa. Ambas devem estar em equilíbrio, pois se a função lúdica prevalecer, não passara de um jogo e se a função educativa for predominante será apenas um material didático. Os jogos se caracterizam por dois elementos que apresentam: o prazer e o esforço espontâneo, além de integrarem as várias dimensões do aluno, como afetividade e o trabalho em grupo. Assim sendo eles devem ser inseridos como impulsores nos trabalhos escolares.
Os jogos são indicados como um tipo de recurso didático educativo que podem ser utilizados em diferentes momentos, como na apresentação de um conteúdo, ilustração de aspectos relevantes ao conteúdo, como revisão ou síntese de conceitos importantes e avaliação de conteúdos já desenvolvidos (CUNHA;2004). 
A atividade lúdica tem como objetivo propiciar o meio para que o aluno induza o seu raciocínio, a reflexão e consequentemente a construção do conhecimento. Promove a construção do conhecimento cognitivo, físico, social e psicomotor o que leva a memorizar mais facilmente o assunto abordado. Além disso, desenvolve as habilidades necessárias as práticas educacionais da atualidade. De acordo com MELO, 2005, o lúdico é importante instrumento de trabalho. O mediador, no caso o professor, deve oferecer possibilidades na construção do conhecimento, respeitando as diversas excentricidades. Essas atividades oportunizam o diálogo, a socialização e o desenvolvimento pessoal, social, e cognitivo quando bem exploradas.
 O jogo é uma ferramenta de valor indispensável no processo de ensino e aprendizagem, então vamos aproveitar ao máximo a utilização desse método.

Referências:
CUNHA, M.B. Jogos de Química: Desenvolvendo habilidades e socializando o grupo. Eneq 028-2004.
KISHIMOTO, T.M.O jogo e a educação infantil. São Paulo: Pioneira, 1994.
MELO, C.M.R. As atividades lúdicas são fundamentais para subsidiar o processo de construção do conhecimento.Informacion Filosofica.V.2n°1 2005 p.128-137.
SOARES, M.H.F.B. O lúdico em química: Jogos e atividades aplicados ao ensino de Química. Universidade Federal de São Carlos (tese de doutorado,2004)

Superfraldas

  
Bolsista: Tiago Barbosa

     Olá pessoal, hoje vamos falar um pouco sobre a “salvação” dos pais para com o bem-estar e comodidade dos bebês, que além de tudo surgiu para facilitar o uso e seu descarte, estamos falando das fraldas descartáveis. (KOTZ, 2009)
     As fraldas descartáveis são um milagre da química moderna: a maioria dos materiais utilizados é de polímeros sintéticos. A camada externa é majoritariamente polietileno microporoso; ela retém a urina, mas permite a respiração. A camada interna é de polipropileno, um material preferido por campistas de inverno. Ele se mantém macio e seco enquanto absorve umidade, mantendo-a afastada da pele. Entre essas duas camadas há policrilato de sódio em pó, misturado com celulose, sendo este o único material natural utilizado. O pacote é completado com bainhas feitas de polipropileno hidrofóbico elástico, que ficam nas coxas do bebê, e fechos de velcro seguram a fralda em seu lugar. (KOTZ, 2009)

 Figura 1: Fralda Descartável
Fonte: www.vidamaterna.com

       As fraldas possuem um preenchimento de polímero de poliacrilato, capaz de absorver até 800 vezes sua massa em água.

  Figura 2: Estrutura de Poliacrilamida e Poliacrilato de Sódio

Fonte: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc15/v15a09.pdf
   

     O processo de absorção da água que esse polímero realiza, é chamado de osmose (absorção e aprisionamento da água dentro da estrutura). O grande segredo está na ligação iônica entre o oxigênio e o sódio, elevando assim a sua polaridade, isso atrai as moléculas de água pra si, daí o resultado é uma espécie de gel com todo o líquido da urina retido. (MARCONATO; FRANCHETTI, 2002)

Figura 3: Criança Usando Fralda Descartável
Fonte: www.conselhosdemae.com.br

       Esses tipos de materiais superabsorventes – poliacrilato de sódio e um material parecido, poliacrilamida – são úteis não apenas em fraldas, mas também na limpeza de derramamentos em hospitais para proteger cabos de energia e ópticos da umidade, para eliminação da água da gasolina de aviação e para o condicionamento do solo de jardins para reter umidade.  (KOTZ, 2009)
     Bom é isso pessoal! Espero que tenham gostado, até a próxima!

Referências:

MARCONATO, José Carlos; FRANCHETTI, Sandra Mara M.. Polímeros superabsorventes e as fraldas descartáveis: um material alternativo para o ensino de polímeros. 2002. Disponível em: <http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc15/v15a09.pdf>. Acesso em: 21 nov. 2017.

 KOTZ, Jhon C.. Química geral e reações químicas. 6. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2009. 2 v.